Bolsa família: Para muitos ajuda, para outros esmola.

A pobreza é um sério agravante no Brasil, o Governo Lula chegou com a proposta de mudar esse quadro, realmente a situação foi melhorada e Dilma está dando continuidade a esse trabalho. O meio que eles encontraram para acabar com a fome de uma maneira rápida no Brasil foi o bolsa família, muitas pessoas que precisam ainda não recebem, mas ele está se ampliando cada vez mais. SÓ QUE ESTÁ VIRANDO ME… PARA MUITA GENTE.
Pessoas que não tinham o que comer foram ajudadas com o bolsa família de uma forma extraordinária, mas enquanto isso, um bando de preguiçosos começou a pensar que só precisa de coisas assim para viver, querem viver com pouco, o mínimo possível, desde que não precise mais trabalhar, está tudo bem.
Eu não sei aonde foi parar a palavra “brio”, mas sei aonde foi parar a “o óleo de peroba”. As pessoas gostam de se fazer de coitadinhas, receber ajudinha do governo, esse tipo de coisa deveria ser para quem não tem outra saída realmente.
É simples, a mãe do animalzinho recebe um salário mínimo de aposentadoria, aí ele ajuda a coitada a torrar o dinheiro rapidinho, ganha mais uma esmola do governo, pronto, o mês está feito, para que trabalhar?
Eu não sou muito acostumado a ver homens que saíram da pobreza para se tornarem ricos se fazendo de coitadinhos, isso deve-se ao fato de que os melhores entendem que eles são feras e conseguem vencer por seus próprios esforços.
De maneira alguma quero criticar o bolsa família, existem muitas famílias que realmente precisam, como essa aqui.

Ou essa:

Essas crianças:

Claro que as pessoas preguiçosas também podem enfrentar problemas muito grandes financeiramente, mas se não for feito nada para solucionar, fica difícil. Para ilustrar melhor, contarei uma história real: conheço uma mulher que trabalhava de doméstica, tem um filho especial, e um marido alcólatra, certa vez, ela achou 500 reais do marido jogados na casa, sabendo que ele só gastava com bebida, resolveu pegar para ela. Pronto, no outro dia ela foi na casa da qual trabalhava dizendo que iria se demitir, porque não estava mais precisando de dinheiro, achou quinhentos reais.

As pessoas tem que fazer por merecer, o bolsa família deve ser uma ajuda, quando a pessoa recebe algo e o tem como a fonte de renda para não necessitar trabalhar, isso se torna uma falta de vergonha. A não ser que o cara ganhe 30 milhões na loteria, mesmo assim são inúmeros casos de pessoas que ganharam e hoje são pobres porque acharam que poderiam viver com aquele dinheiro pelo resto de suas vidas só gastando-o.
voltando ao assunto, o bolsa família não é feito para pessoas que dizem que “não existe trabalho ruim, o ruim é ter que trabalhar”.

Portanto, se quiser receber algo, faça por merecer.